JEFERSON VIEIRA – jeferson@mundobom.com.br

O vereador de Taquaritinga, interior de São Paulo, Genésio Aparecido Valensio (PRB), está propondo uma lei que proíbe que professores debatam a “ideologia de gênero” nas escolas municipais. De acordo com o parlamentar a liberdade de ensinar não pode ser confundida com a liberdade de se expressar. Ainda na sua justificativa para apresentar o projeto Genésio afirma que o cabe ao professor ensinar “apenas aquilo que lhe compete e não querer ensinar política (ideologia de gêneros) e comunismo (ser comunista)”.

O vereador vai muito além: afirma que os professores são “doutrinadores de nossos filhos. Os professores não têm direito de ensinar este tipo de assunto, e sim para que foram contratados, como Português, Matemática entre outros”.

Sem ter conhecimento do que se trata o tema, o vereador Genésio afirma que ideologia de gênero é comunismo. O vereador ainda ataca os professores de todo o Brasil. Ele acusa os docentes de serem os culpados pelos baixos índices alcançados pelo país em uma pesquisa que mostra posicionamento educacional do país no mundo. Afirma o vereador do PRB em sua justificativa: “… os motivos de estarmos tão atrasados assim seja o fato de que a maioria dos professores está ensinando os nossos filhos a serem militantes políticos, e não a estudarem”.

OUTRO LADO

O Portal Mundo Bom entrou em contato com a Câmara Municipal de Taquaritinga para ter maiores informações do processo, porém a atendente disse que não havia ninguém para falar do tema. Ao pedir para falar com o vereador Genésio Aparecido Valensio (PRB), a telefonista disse que seria necessário marcar um horário para que o parlamentar esteja presente na Câmara, uma vez que eles (vereadores) não tem a obrigação de frequentar os gabinetes no dia que não há sessão.

A redação do Mundo Bom ligou diversas vezes para o celular do vereador e só dava caixa postal. O parlamentar também não retornou as mensagens deixadas em seu celular.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por JEFERSON VIEIRA
Carregar mais por Brasil

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

Veja Também

Comércio de São Carlos aprova calendário de datas especiais para 2018

Convenção coletiva entre o Sincomercio e Sincomerciários aprovou o calendário de datas esp…